Aprenda a usar corretamente o secador e evitar as pontas duplas!

Toda mulher quer ter o cabelo bonito, bem tratado e cheio de brilho. Para isso, elas acabam recorrendo diariamente a secadores, chapinhas ou babyliss. Porém, o uso desses aparelhos da maneira errada pode agredir ainda mais os fios e favorecer o surgimento das terríveis pontas duplas, como explicou a cabeleireira Jô Nascimento no Bem Estar.

De acordo com a especialista, a ponta dupla é um sinal de que o cabelo está enfraquecido porque perdeu muita água. Como ele sofre todos os dias com poluição, secadores e chapinhas, acaba ficando seco. No caso das pontas, o problema é ainda maior porque a idade dessa parte do cabelo é maior, ou seja, significa que ela sofreu agressões por muito mais tempo do que a raiz, como explicou a dermatologista Márcia Purceli.

Por causa dessas agressões, surgem as pontas duplas – e o único tratamento para elas é a tesoura.

Como alertou a cabeleireira Jô Nascimento, a dica é cortar as pontas dos cabelos a cada 2 meses para que os fios se mantenham cada vez mais saudáveis. No entanto, isso não faz o cabelo crescer mais, como a maioria das pessoas acredita. Porém, como prevenção, é importante manter os fios bem cuidados e usar o secador do jeito correto.

Alisamento de cabelo (Foto: Arte/G1)

Em relação ao secador, é importante lembrar que o tipo de aparelho e a maneira como ele é usado podem interferir na saúde do cabelo.

A repórter Marina Araújo foi conversar com o cabeleireiro Marcos Freitas, que explicou que existem diversos tipos de secadores, entre eles o que tem íons. No caso do íon negativo, ele é usado para fechar a cutícula dos fios e deixar o cabelo mais liso; já o íon positivo é utilizado por profissionais para fazer o efeito contrário, ou seja, abrir a cutícula dos fios.

O cabeleireiro explicou ainda que a distância que a pessoa utiliza o secador em casa também é importante – a dica é que o aparelho esteja a, pelo menos, um palmo do cabelo. Para finalizar a secagem, há a opção de utilizar o ar frio em todo o cabelo, para deixá-lo mais brilhante e menos oleoso.

A dermatologista Márcia Purceli deu a dica também de utilizar o protetor térmico, um produto que protege os fios do calor do secador ou chapinha. Porém, como explicou a cabeleireira Jô Nascimento, ele só deve ser usado com o cabelo molhado – a pessoa deve colocá-lo nas mãos, espalhá-lo e, com o os fios úmidos, aplicá-lo sem chegar na raiz.

O protetor térmico é, inclusive, a dica da modelo Gisele Bündchen para proteger o cabelo das agressões das chapinhas e secadores.

Em entrevista exclusiva à repórter Marina Araújo, ela contou ainda que, quando não está trabalhando, prefere deixar o cabelo secar naturalmente, sem usar nenhum aparelho. Gisele disse também que, para manter o cabelo bonito e saudável, preza bastante pela alimentação equilibrada e usa produtos específicos todos os dias.

Queda
A dermatologista Márcia Purceli explicou também que, no outono, é mais comum o cabelo cair. Isso acontece porque a luz do sol funciona como um estímulo para os fios crescerem mais, ou seja, se não tem essa luz, não tem o estímulo e os fios crescem menos e caem mais. Além disso, no outono, o cabelo fica mais oleoso, as pessoas coçam mais a cabeça e tomam mais banhos com água quente, fatores que contribuem para a queda.

Quem tem caspa sofre ainda mais com esse problema porque tem maior descamação do couro cabeludo no outono. Fora isso, quando não há sol, que funciona como um anti-inflamatório, o folículo continua inflamado e os fios se soltam com maior facilidade.

Queda e quebra de cabelo (Foto: Arte/G1)

Deixe uma resposta