Iluminador: Para que serve, como e quando aplicá-lo

 

Além de realçar o make, o iluminador deixa o look com um ar sofisticado
Além de realçar o make, o iluminador deixa o look com um ar sofisticado.

Alguns cosméticos têm o objetivo de dar um up no visual, como é o caso do iluminador. Embora ele não seja essencial para o make é bastante usado para iluminar o rosto com um pouco de cintilância. No entanto, se aplicado de forma errada, o resultado pode ser desastroso. Além disso, é preciso saber qual o produto que mais combina com cada pessoa. Para esclarecer todas essas dúvidas, apresentamos o guia do iluminador: Para que serve, como e quando aplicá-lo. Confira as dicas sobre o assunto:

Para que serve o iluminador

O iluminador está cada vez mais ganhando o seu espaço entre os produtos para fazer o make. Ele serve para conferir à produção um brilho a mais, deixando-a glamorosa. Para tanto, o produto conta com pequenas partículas de brilho, que devem ser aplicadas em determinadas áreas do rosto, para deixar o visual equilibrado. Os tons mais comuns são os perolados, prateados e dourados, mas existem muitos outros. Além disso, há produtos com texturas diferentes, como creme, pó, mousse, gel e em formato de caneta.

Como usar o iluminador

Para usar o iluminador é importante escolher a cor do cosmético que mais combina com cada tom de pele.

No caso de quem possui pele mais clara, o apropriado é apostar nos iluminadores com tonalidade prata, champanhe, perolado ou pêssego, que são mais leves e conferem um resultado equilibrado.

Já as pessoas com cútis morena assentam melhor com o iluminador dourado. O mesmo serve para quem tem pele negra, sendo que os tons podem ser mais escuros.

Existe ainda a versão translúcida do produto, que acrescenta apenas luminosidade, o que é uma ótima opção para um resultado mais natural. Na hora de escolher o iluminador que mais combina com cada pele, é importante considerar ainda a sua textura.

Os produtos cremosos, por exemplo, devem ser evitados por quem possui uma cútis oleosa. A textura também combina mais com algumas partes do rosto do que outras.

No caso da versão em pó, que pode ser solta ou compacta, o melhor é ser aplicada nas maçãs do rosto, nas pálpebras (para substituir a sombra) e na zona T (testa, nariz e queixo).

Além de ser versátil, o iluminador em pó também possui uma maior fixação.

1

Já quem usar o iluminador cremoso conta com a vantagem de que as versões do produto que são a prova d’água conseguem permanecer no rosto por mais tempo, inclusive, nos dias mais quentes.

Enquanto isso, os produtos líquidos assentam bem quando a cútis é seca, uma vez que além de dar brilho ajuda a hidratar a pele.

Pessoas mais velhas também se beneficiam com essa vantagem da versão líquida.

Quanto ao modo correto de aplicá-lo, para o produto em pó é preciso usar um pincel de cerdas mais soltas. Se for cremoso ou líquido, o mais indicado é utilizar pincéis ou mesmo os dedos.

O tamanho dos pincéis depende do local aonde vai ser aplicado o iluminador, sendo que outras dicas consistem em sempre usar uma quantia moderada, inclusive, o cremoso, e de aplicar de forma homogênea no rosto, lembrando que o mais comum é que o iluminador seja usado por último no rosto.

Primer-Iluminador

Quando deve aplicar iluminador

Por conferir brilho ao make, combina mais com ocasiões especiais, quando a ideia é dar destaque à maquiagem.

No entanto, mesmo no dia a dia pode ser usado, desde que com muita cautela, e apenas nas zonas do rosto que estão mais desbotadas.

O cosmético pode ser aplicado no nariz, lábios, parte superior da bochecha, canto interno dos olhos e acima das sobrancelhas.

Nesses pontos estratégicos, o iluminador serve para realçar a região do rosto, destacando-a e podendo afiná-la.

3

Deixe uma resposta